02 maio 2008

Edifício Tupis

O enorme edifício, localizado no centro de Belo Horizonte será reformado. O famoso “Balança mas não cai”, localizado na esquina da Av Amazonas com Rua Tupis, um dos grande símbolos de abandono na capital mineira, será transformado em um complexo residencial, e terá aproximadamente R$ 5 milhões de reais em investimento para sua reforma. Construído na década de 40, o que já foi moradia para estudantes, hoje, com o abandono, o local é freqüentado por moradores de rua.
Inicialmente um imóvel comercial, após a reforma, irá se transformar em um imóvel residencial, contando com 68 apartamentos de 40 metros quadrados. As lojas que ficam na base do prédio serão preservadas. Quem passa pelo centro de Belo Horizonte, já pode ver o início da reforma no prédio. A entrega do imóvel reformado (que já tem reservas pra compras) está prevista para o final de 2009.

O Mito

Em Belo Horizonte corre o mito de que o prédio dá a impressão de estar balançando, dando ao prédio o apelido de “Balança Mas Não Cai”. Segundo o responsável pela reforma, o empresário Teodomiro Diniz Camargos, isso é pura lenda.”Quem via do Mercado Central, com as nuvens se movimentando ao fundo, tinha a sensação de que o prédio , esguio, balançava”.

Grande iniciativa de pessoas que se preocupam com alguns ícones de Belo Horizonte. Por que demolir o prédio e construir algo novo no local, sendo que o local está em perfeitas condições de uso?Dá pra ver que ainda existem pessoas que pensam em coisas mais práticas. Com a demolição de prédios tradicionais, a cidade só tem a perder em relação à cultura e tradição.

14 comentários:

mariana disse...

ei João!
...nossa vai ser reformado?! mudança profunda na paisagem de BH...

Anônimo disse...

Eu queria ser engenheira, quis um dia... A reforma do Ed. vai dar diferença msmo! =)

Gabrielacpm disse...

Bom saber que ele vai ser reformado!
hehehe
dai dá pra eu até fazer alguma fotografias, tipo antes e depois.rsrs
brincadeira!

Parabéns meu amigo!

Como minha vovó já dizia:
esse menino tem futuro!

Lost disse...

Zeeero !!!!!!!!!

TumaTe disse...

principalmente nos que somos projetistas sabemos que a necessidade de demolir em muitos casos não é viável, a reforma completa poupa o furdunço que causaria uma demolição.
foda isso!

Pegadas de Pólen disse...

Muito bom.

Pegadas de Pólen disse...

Posta mais!!

Vivian disse...

Um país como o nosso que infelizmente as pessoas tem má fé em tudo e os policias que estão para nos ajudar , estão fazendo o contrário , somente DEUS para nos salvar ....

Amigo TE ADORO !!!

Natynha disse...

Mto legal seu blog!
Bjus.

Natynha disse...

Mto legal seu blog!
Bjus.

Natynha disse...

asas

Geraldo Tadeu "Geléia" disse...

FAlaaaaaaaaaaaa sério Joãozin.
Ta com a manha de escrever msm hein.
Parabéns meu brother.Muito sucesso.
To torcendo por vc.
Abraçossss

Amandinha disse...

aaaaaah.. mto fodaa!

Renan disse...

Gostei muito de sua matéria referente ao futuro do Edifício Tupi(s). Gostaria apenas de sugerir ao futuro jornalista que se abstenha de emitir opiniões pessoais, elogios ou críticas no corpo da matéria informativa. A imprensa brasileira está perdendo muito com isso. Creio que a maioria das pessoas (inclusive eu) concorda em que a reforma do Edifício é mais interessante para a cidade do que sua demolição.
No entanto, João, para que o cunho tendencioso de uma reportagem ou artigo seja totalmente alijado, o jornalista deverá ter suas opiniões expressas de maneira diferente: em colunas específicas, quando ele próprio for entrevistado, etc.
Infelizmente esse princípio vem sendo "demolido" pelos grandes órgãos de imprensa, mas eu acredito na geração de vocês.
Peço-lhe desculpas se minha observação foi inoportuna. A intenção foi colaborar.
Muito sucesso, João, você tem talento.