10 agosto 2008

Polêmica Nas Praças Da Nossa Capital.

O banho de sol na Praça Raul Soares.

Após 15 dias da sua primeira aparição, a designer Márcia Amaral, que agora é conhecida como a “Musa da Praça”, foi presa pela Polícia Militar na quinta-feira passada. A polícia foi acionada, quando a designer tentou entrar na caixa de máquinas, onde é o acesso é restrito, para guardar alguns objetos pessoais. Um guarda que estava no local, a pediu para retirar o colchão lá de dentro,porém, após o aviso, Márcia teria ofendido os guardas, usando o termo quadrilha, e chamando um outro guarda de “negro burro” e de “urubu”. Segundo a polícia, o motivo da prisão não foi o banho de sol na praça, mas sim o desacato a autoridade. A designer diz ter trocado a palavra quartel por quadrilha quando foi conversar com os guardas. Márcia Amaral vai abrir um processo contra a PBH.

O banho de Sol na Praça Raul Soares.

O que seria dessa praça, se todos fizessem a mesma coisa que a designer fez? Acho que a situação iria ficar fora de controle. Seria bem desconfortável e embaraçoso ver a praça lotada de pessoas em trajes de banho tomando sol na praça ou na fonte. É como eu sempre falo, tem lugar pra tudo, e praça não é lugar se tomar sol em traje de banho. É um espaço público, claro, mas tem que existir certas restrições. Repressão da polícia? Acredito que não. Incômodo para alguns? Talvez. A primeira abordagem, feita através de uma denúncia anônima, terminou de maneira pacífica. Na segunda, lhe fora chamada a atenção, por deitar sobre a grama, devido a Lei Federal 9.605/98, de crimes ambientais. O artigo 49 prevê punição de um a seis meses de prisão ou multa, a quem tentar prejudicar ou danificar planta ornamental em local público. A intenção de Márcia não era das piores, ela só gostaria que o espaço fosse bem mais aproveitado, mas existem outras maneiras de aproveitarmos a praça.

Proibição de apresentações no coreto da Praça Da Liberdade.

Enquanto a situação acima tem alguns pontos negativos e positivos, acredito que essa só tem pontos negativos. Segundo o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha/MG) e a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), as apresentações podem trazer algum dano ao patrimônio, com isso as apresentações serão restritas.
A assessoria de impressa da PBH, a decisão foi baseada nos danos que o coreto vem recebendo, como desgaste com o uso de cartazes. O coral Quatro Cantos, que faz apresentações no local há 15 anos terão que arrumar outro lugar pra cantar. Freqüentadores da praça discordam com essa proibição. Todos acreditam que acabar com a apresentação de eventos no coreto é tirar um pouco da identidade da praça.

O coreto da Praça Da Liberdade.

É muito bem ver essa preocupação da nossa prefeitura com os nossos patrimônios, mas acho que dessa vez pegou pesado. O grupo faz apresentações no local há 15 anos.É como se eles fizessem parte da praça, sendo assim patrimônios também. Acredito que patrimônios não são apenas objetos inanimados, e sim pessoas, costumes, e tradições.

Até semana que vem!

7 comentários:

clayton disse...

é cara, em varios lugares do mundo existem parques que a moçada fica pegando um sol e ate trepando, mas aqui é Brasil né?? terra da hipocresia e pseudos moralistas... heeehehehhe

quanto a praça da Liberdade, acho escroto demais a prefeitura fazer isso... bizarro!!

André disse...

A designer é a mais style!
The French Connection!

Atitude paia dela contra os policiais, se bem que não gosto de policial também... er, é.

Anônimo disse...

Tomar banho de sol em plena praça pública é demais.
Tudo bem que nós não temos mar, mais também não precisa apelar pra praça, pra isso que existêm os clubes.
E no caso do coreto pra praça da Liberdade, quando fiquei sabendo achei que era gozação com a minha cara, o lugar é público, ta ali pra ser frequentado por todos.
Não pra ser "proibido", agora eu me pergunto, e o coral? vai se apresentar aonde?
Isso tudo pra mim é uma palhaçada!

Gabriela Izar

Ruleandson do Carmo disse...

Gente, como dizia minha vó, quer aparecer coloca uma melancia na cabeça!

Gaby disse...

Nossa, só isso mesmo que faltava né?
Que palhaçada!!!
bjo

Camila Fernandes disse...

Proibem que a identidade cultural seja preservada, mas deixam que crimes sejam cometidos e esquecem dos verdadeiros valores da sociedade.
O coral já faz parte da tradição.
Onde chegaremos com tanta mediocridade de nossa administração?!

Bjs¨¨¨

Andressa disse...

Banho de sol na praça Raul Soares???Poxa...logo naquele cubículo? ushahu poderiam ter optado por uma praça um pouco maior pelomenos xD

bjão!